Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Pendentes, Urgentes, Afligentes: dossiers que 2014 não resolveu (e agora entrega a 2015)

Em Portugal e no estrangeiro, a situação continua difícil. Com a recuperação económica ainda tremida, o terrorismo a assumir formas cada vez mais sinistras, e certas evoluções civilizacionais e de saúde a retroceder, 2014 não foi um ano simpático. O seu sucessor poderá não ser muito melhor. O Expresso recorda algumas das principais questões em aberto

Luís M. Faria

Jornalista

José Sócrates continuará preso? A curto prazo, é isso que muitos portugueses, críticos ou partidários dele, querem saber. A médio prazo, ver se a procuradoria conseguirá substanciar as acusações graves que lhe faz é a questão chave. Pesem as alegadas informações diariamente publicadas sobre o processo, ainda falta compreender se existem provas do crime de corrupção, tal como a lei as exige. Desse crime depende um outro, o de branqueamento de capitais. Se nenhum dos dois ficar provado restam os crimes fiscais, cuja prova também ainda falta surgir absolutamente líquida nas fugas de informação.  

 

PARA CONTINUAR A LER O ARTIGO, CLIQUE AQUI