Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Palestina provoca efeito dominó... mas só nos Parlamentos

Violência. Um homem ergue a bandeira da Palestina durante confrontos junto a um colonato judeu na cidade palestiniana de Nablus (Cisjordânia)

Alaa Badarneh/Epa

O Parlamento francês vota amanhã o reconhecimento do Estado palestiniano. A Dinamarca vota uma moção no início de janeiro. Em Portugal, o Parlamento já trabalha um texto semelhante e o Governo está a avançar no mesmo sentido. Perante o impasse nas negociações de paz israelo-palestinianas, o reconhecimento da Palestina tomou de assalto da agenda europeia.

Margarida Mota

Jornalista

Europa Ocidental e América do Norte são os dois grandes blocos geopolíticos que ainda não reconheceram o Estado da Palestina. Porém, a fortaleza Europa, no que a esse assunto diz respeito, começou a abrir fendas. O reconhecimento da Palestina por parte do Governo da Suécia, a 30 de outubro, assemelhou-se a um sismo político que está a provocar réplicas um pouco por toda a Europa.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI