Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os bons, os maus e os chineses

Crimes, vilões, vinganças. Recordes, heróis, euforia. 2014 fica na história dos mercados. Para o bem e para o mal. Ah, e depois há os chineses.

Há anos assim. Em 2014 não faltou nos mercados emoção, drama, tragédia e terror, crime e justiça. Tanto no exterior como em Portugal, foram 12 meses marcados por eventos históricos e alguns recordes. A Bolsa portuguesa teve um dos piores anos de sempre. O BES protagonizou uma das mais dramáticas e súbitas falências da história. E Alibaba invadiu Nova Iorque. E agora, tal como no famoso jogo Minecraft (cujo dono foi este ano comprado pela Microsoft), os investidores prepara-se para criar um novo mundo. As condições mudaram. O preço do petróleo, instabilidade política  e a atuação dos bancos centrais vão ditar as regras.

 

PARA CONTINUAR A LER O ARTIGO, CLIQUE AQUI