Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Onde estão as nossas raparigas?

  • 333

Lembrar Chibok. CHIBOK Estudantes em Lagos, a capital comercial, marcham pela memória das raparigas raptadas, exigindo que sejam encontradas

Akintunde Akinleye/Reuters

Um ano depois do rapto de Chibok, o paradeiro de mais de 200 raparigas continua desconhecido. Nigerianos apelam ao novo Presidente recentemente eleito para que não pare as buscas

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

O rapto de 276 raparigas da escola de Chibok, no nordeste da Nigéria, revelou a ponta do iceberg da atividade do grupo terrorista Boko Haram. Com ele, alcançou um protagonismo planetário decorrente da explosão de notícias que se seguiu. A campanha de Twitter #BringBackOurGirls partiu da Nigéria, deu a volta ao mundo, galvanizou personalidades de todos os quadrantes, envolveu até a família Obama, mas conseguiu poucos resultados, além de tornar conhecida em toda a parte a atividade dos islamitas radicais Boko Haram.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI