Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

"O vencedor da crise no Leste europeu é a China"

Putin. Queda do preço do barril de petróleo afeta fortemente a Rússia

Reuters

Para o economista russo Constantin Gurdgiev, radicado em Dublin, a economia russa tem ainda alguma margem de manobra face à estagnação e fuga de capitais que vive, ainda que precise de uma mudança radical do seu modelo económico. O problema central é geopolítico, diz o professor no Trinity College. O Ocidente tem de deixar de encurralar a Rússia no papel de mera potência regional e a Rússia tem de dar passos de conciliação na crise no leste da Europa.

A economia russa deverá terminar o ano com um crescimento económico de 0,2%, uma descida significativa da taxa de 1,3% verificada no ano passado. O Banco Central da Rússia admite nas suas previsões para 2015 e 2016 que o Produto Interno Bruto (PIB) poderá estagnar com uma inflação nos dois dígitos.  Se o preço do barril de petróleo continuar abaixo de 60 dólares, a contração da economia em 2015 poderá situar-se entre 4,5 a 4,7%, referiu, esta semana, a governadora do banco central, Elvira Nabiullina.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI