Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O último debate de Jardim

Ricardo Castelo /Lusa

O presidente do Governo Regional culpa Lisboa pela austeridade, mas deixa de herança uma dívida de 7,5 mil milhões de euros a pagar até 2033. Discussão do orçamento madeirense começou hoje e termina na quinta-feira.

Marta Caires

Jornalista

Jardim não muda o estilo, nem o discurso, nem assume responsabilidades no último debate do orçamento regional como presidente do Governo. Embora deixe uma dívida de 7,5 mil milhões de euros a pagar pelos futuros executivos madeirenses até 2033, a austeridade é uma imposição de Lisboa. A discussão do orçamento para 2015, que começou hoje, termina quinta-feira num ambiente de fim de ciclo em que até os deputados do PSD criticam as opções do Governo e quase tanto como a oposição. Até Jardim confessa que já não tem interesse político no orçamento, nem no debate.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI