Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O renascer da caixinha mágica

Depois de vários anos em que a televisão parecia estar a morrer, vivemos um ano dourado para a caixinha mágica. Novos conteúdos e formas de distribuição, maior interação e campanhas de marketing inclusivas. Tudo para que os espectadores voltem a amar a caixa mágica que lhes deu mais mundo. Mostramos-lhe o ano que agora termina.

Jão Miguel Salvador

Ao contrário do que muitos advogavam ou queriam fazer parecer, a televisão está mais viva do que nunca. Os estúdio mexem, as grandes produções estão aí e os telespectadores continuam sedentos de novos conteúdos. Hoje, a televisão está presente no 'tablet', no computador ou no telemóvel e pode ser vista em direto, através de gravação automática (ou programada) e até em streaming. O download de conteúdos ainda faz parte da equação, mas com a imediatez a que estamos habituados, talvez seja o primeiro a morrer.

<#comment comment="[if gte mso 9]> <#comment comment="[if gte mso 9]> Normal 0 21 false false false PT X-NONE X-NONE <#comment comment="[if gte mso 9]> <#comment comment="[if gte mso 10]>

PARA CONTINUAR A LER O ARTIGO, CLIQUE AQUI