Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O mundo deita todos os anos para o lixo um bilião de euros em alimentos que não consome

  • 333

Desperdício. O mundo desenvolvido deita fora um terço das 4 mil milhões de toneladas de alimentos que produz

Foto FAO

Enquanto uma parte do mundo (desenvolvido) todos os anos desperdiça um terço dos alimentos que produz, na outra parte, especialmente em África, há 805 milhões de pessoas com fome, segundo a FAO, organismo das Nações Unidas para a Alimentação. Mas o número mais inquietante é o que aponta para a morte de 2,5 milhões de crianças por ano, devido a má nutrição. Em entrevista ao Expresso, Hélder Muteia, representante da FAO em Portugal, diz que "tudo isto é chocante, mas está a acontecer". 

Há 805 milhões de pessoas com fome no mundo, morrem 2,5 milhões de crianças todos os anos por má nutrição e, no entanto, a população humana desperdiça um terço dos alimentos produzidos. Como é que se resolve esta equação?Há solução, mas é preciso mudar alguns paradigmas. A alimentação tem quatro componentes: disponibilidade de alimentos; o acesso; a utilização e, por fim, a estabilidade. O fator crítico é a disponibilidade a qual, por sua vez, é garantida através da produção e do combate ao desperdício. Como estamos confrontados com o fenómeno do crescimento demográfico, a produção tem de aumentar. Hoje somos pouco mais de 7 mil milhões de humanos mas em 2050 seremos 9,2 mil milhões.  

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI