Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O ano em que voltámos (?) a ser independentes

Foi um ano de finais, nenhum deles feliz. E de pontas que continuam soltas, nós que permanecem por desatar e imbróglios que eventualmente só em 2015 se resolverão. Ou não. Como Marcellus diz no Hamlet, de Shakespeare:  "Something is rotten in the state of Denmark". Just to say the least.

Cristina Figueiredo, Paulo Paixão e Rosa Pedroso Lima

O programa de assistência financeira chegou ao fim, mas a austeridade destes três anos deixou marcas indeléveis e continua longínqua a luz ao fundo do túnel, para o que muito contribuiu (também) o desmoronamento do império Espírito Santo, com réplicas na economia e na política ainda longe de terminadas; no Executivo o ambiente é igualmente de fim de ciclo, com uma remodelação que pareceu curta para renovar o fôlego do Executivo neste sprint final; no PS, a vitória nas europeias foi paradoxalmente o primeiro dos últimos dias de António José Seguro.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI