Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O ano do Cante, de Carlos do Carmo e de Vhils. Mas também dos Pink Floyd, dos U2 e de Modiano

Filme. "Os Maias" levaram Eça e 100 mil espetadores para as salas de cinema

Lars Von Trier chocou o mundo com "Ninfomaníaca", os U2 laçaram um disco via iTunes, Carlos do Carmo ganhou um Grammy de carreira, João Botelho levou os portugueses a ver "Os Maias", Patrick Modiano foi Nobel da Literatura e Herberto Helder agitou o mercado editorial português... Eis alguns dos momentos que marcaram 2014.

O balanço de um ano é sempre um exercício subjetivo, quanto mais quando se trata de um balanço cultural em que os gostos quase não se discutem. Tentamos aqui, por isso, dar uma perspetiva global daquilo que definitivamente marcou o ano, mesmo que não tenha agradado a gregos e a troianos.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI