Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Raquel Albuquerque (texto), André de Atayde (vídeo) e Carlos Paes (infografia

É terça-feira, pouco passa das três da tarde e as oito senhoras de toucas de borracha na cabeça e fatos de banho de licra despem os roupões de cores diferentes, penduram-nos num cabide e começam lentamente a entrar na piscina. O calor abafado e o cheiro a cloro contrastam com a chuva que se vê cair lá fora através dos vidros da piscina municipal. Nenhuma das senhoras tem menos de 65 anos e, embora desta vez sejam oito, costumam ser 20 a entrar na piscina a esta hora, às terças e quintas, uma a uma, para não escorregarem. 

 Para continuar ver a reportagem, clique AQUI