Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

El General, o rapper da primavera árabe

El General. O rapper foi fotografado em Sfax, cidade tunisina onde começou a cantar

Tiago Miranda

Com apenas 18 anos ousou cantar uma música provocativa anti-regime que se tornou o hino da Revolução de Jasmim. Mas que também lhe valeu a prisão. Três anos depois da revolução tunisina que catalisou a Primavera Árabe, El General falou-nos do seu país e gravou um rap para o Expresso.

Tem olhar de miúdo e um sorriso tímido que contrastam com o seu nome artístico. El General surge de telemóvel de última geração na mão, gel no cabelo e camisa de ganga com padrão camuflado, como se estivesse preparado para mais uma entrada no campo de batalha que tem sido a sua música. Em Sfax, a cidade tunisina que o viu nascer, todos os conhecem e fazem questão de lhe dar palmadinhas nas costas: "Ele foi o rapper da revolução. Um orgulho para todos nós", explica um empregado de café, sem esconder o entusiasmo ao vê-lo passar.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI