Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Amadora-Sintra sem ortopedistas para operar

  • 333

Carências. Além de ossos partidos, o atraso nas cirurgias otopédicas afeta também a colocação de próteses de anca e de joelho

José Carlos Carvalho

Casos de fratura admitidos na Urgência estão a esperar mais de uma semana por cirurgia. Profissionais afirmam que há pessoas a sofrer devido a lesões ou à falta de próteses.

A congestionada Urgência do Hospital Amadora-Sintra está a funcionar sem o número adequado de ortopedistas, atrasando o socorro aos doentes. Profissionais de saúde denunciaram ao Expresso que pessoas admitidas com fraturas chegam a esperar mais de uma semana para serem operadas. A falta de especialistas está ainda a impedir a realização de intervenções cirúrgicas programadas, por exemplo para tratar lesões distintas de ossos partidos ou para colocação de próteses da anca ou do joelho.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI