Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A comédia sobre o ditador tornou-se um filme de espiões

Cancelado. O filme “The Interview” já não estreará no dia de Natal

Justin Lane/Epa

Quando começaram os ataques cibernéticos à Sony, produtora de um filme sobre uma tentativa de assassinar Kim Jong-Un, ninguém poderia adivinhar o que se seguiria. A estreia foi cancelada por ameaças de terrorismo e o FBI acusou hoje os norte-coreanos de estarem por trás do ataque. O que irão os EUA fazer agora?

Cátia Bruno

Cátia Bruno

Jornalista

O filme chama-se "The Interview" (A Entrevista). O argumento, atravessado por um tom de comédia, é sobre uma tentativa de chegar à fala com o líder norte-coreano Kim Jong-un que se transforma numa tentativa de assassínio patrocinada pela CIA. Maior fábrica de gargalhadas desta época das Festas? Talvez o assunto seja um pouco mais sério do que isso. Afinal de contas, uma série de ataques cibernéticos à Sony, produtora do filme, acabaram por ditar o cancelamento da estreia no dia de Natal. "Lembrem-se do 11 de setembro de 2001", escreveram os piratas informáticos. "Recomendamos que se mantenham longe dos locais [onde o filme iria ser exibido]."

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI