Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Financiamento do BCE à banca portuguesa em mínimo de oito anos

A banca portuguesa ainda deve €20 mil milhões ao Banco Central Europeu, de Mario Draghi (na foto com Carlos Costa)

Foto Getty Images

A injeção de dinheiro do Banco Central Europeu no sector bancário nacional deverá ter descido em junho para cerca de €20.000 milhões, depois de a CGD ter reembolsado €2000 milhões na semana passada

O valor da cedência de liquidez do Banco Central Europeu (BCE) à banca portuguesa deverá ter descido no final de junho para o valor mais baixo desde abril de 2010, antes do disparo da crise da dívida pública em Portugal e na zona euro. A liquidez é cedida através dos bancos centrais nacionais da zona euro, no nosso caso via Banco de Portugal (BdP).

Com o reembolso por parte da Caixa Geral de Depósitos, na semana passada, de uma última tranche de €2 mil milhões de um financiamento de prazo alargado, o total da injeção de liquidez do BCE no sector bancário nacional deve ter descido em junho para cerca de €20 mil milhões, depois de ter registado um pouco mais de €22 mil milhões em abril e maio. A quase totalidade do financiamento do BCE à banca portuguesa são empréstimos de prazo alargado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)