Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Entram as casas acessíveis, saem os lojistas

Foto Tiago Miranda

As lojas de revenda da Rua de São Lázaro, em Lisboa, têm os dias contados. O espaço vai ser reabilitado para casas de renda acessível e os lojistas não vão conseguir pagar as futuras rendas. O Bloco de Esquerda, que pertence ao executivo camarário, vai pedir esclarecimentos à Câmara

Há pelo menos 30 anos que as mesmas lojas ocupam o espaço da Rua de São Lázaro, na freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa. São lojas de revendedores, que também atendem ao público, e que tornaram aquela zona da cidade quase um sinónimo de grande armazém de produtos fabricados em Portugal.

Mas a rua será reabilitada em breve através de uma parceria público-privada para casas do Programa de Rendas Acessível (PAR), obrigando os lojistas a migrar para outra zona da cidade. Em causa estão 70 a 80 postos de trabalho diretos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)