Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O “rei” da Baviera sequestrou a Alemanha

Seehofer no congresso da CSU em Munique: podem bater palmas à vontade, continuem a ovação, eu tenho tempo

Foto Jeorg Koch / Getty Images

Quem é o homem que conseguiu pôr fim à era Merkel? Até esta segunda-feira, a chanceler dominou na Alemanha e na Europa e foi mediadora de crises internacionais. Desde que cedeu ao seu ministro do Interior no aumento das deportações e na devolução à procedência dos candidatos a asilo antes registados noutro Estado-membro, Angela Merkel dificilmente se livrará das exigências de Horst Seehofer

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

“Teimoso, patético, ridículo” foram epítetos escritos e repetidos nestes últimos dias nas redes sociais para descrever a atitude desafiadora de Horst Seehofer, um dos dois membros em braço de ferro sobre a lei de asilo na Alemanha. Bem ou mal, ao fim de três anos o ministro do Interior obrigou a chanceler a ceder.

Desde agosto de 2015, quando Angela Merkel decidiu que a Alemanha tinha os “braços abertos” para acolher o fluxo de migrantes e refugiados em fuga para países da União Europeia, que o líder dos sociais-cristãos da CSU, partido irmão na Baviera da União Democrata-Cristã (CDU), ripostava com resistência. Afinal, mais de um milhão daquelas pessoas bem-vindas em Berlim entrou na Alemanha pela fronteira do estado federal de que Seehofer era então ministro-presidente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)