Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Não quero ser operado à apendicite pelo senhor que corta os bifes no talho”

Rui Duarte Silva

É desta forma que, no Dia Nacional do Arquiteto, o presidente da Ordem reage à lei, aprovada em junho, que cria os alicerces legais para um grupo específico de engenheiros civis poder assinar projetos urbanísticos

Esta terça-feira assinala-se o Dia Nacional do Arquiteto, data igualmente alusiva às duas décadas desde a publicação do Estatuto da Ordem dos Arquitetos (OA), a 3 de julho de 1998. Mudam-se os tempos, mudam-se as regras e este ano marca igualmente um virar de página, com a inscrição da lei n.º 25/2018, diploma que confere a possibilidade de um grupo específico de engenheiros civis assinar projetos.

O presidente da Ordem dos Arquitetos, José Manuel Pedreirinho, começa por dizer, em entrevista ao Expresso, que em dia de aniversário não pretende falar de “coisas tristes”, mas serve-se de uma alegoria para reiterar aquilo que não deseja de todo. “Não quero ser operado à apendicite pelo senhor que corta os bifes lá no talho. E que até corta bifes muito bem, mas não me apetece que seja ele a operar-me se eu precisar”, atira o dirigente, incapaz de engolir o novo enquadramento legal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido