Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Contar o tempo de serviço dos professores é uma questão de justiça e de equilíbrio”

David Justino é vice-presidente do PSD, foi ministro da Educação entre 2002 e 2004 e até ao ano passado presidente do Conselho Nacional de Educação

Ant\303\263nio Pedro Ferreira

Em entrevista ao Expresso Diário, o ex-ministro da Educação David Justino e vice-presidente do PSD critica o Governo por ter criado expectativas aos professores que agora diz não poder cumprir. “Se não têm o dinheiro deviam ter sido sinceros e dizer desde o início que não tinham hipótese de fazer mais”

Isabel Leiria

Isabel Leiria

texto

Jornalista

António Pedro Ferreira

António Pedro Ferreira

fotos

Fotojornalista

Os professores têm razão em pedir a recuperação de todo o tempo de serviço que prestaram durante os anos em que as carreiras na função pública estiveram congeladas?
Reconheço razão na reivindicação e considero que é uma questão de justiça e equilíbrio. Foram criadas expectativas relativamente à recuperação do tempo de serviço prestado pelos professores e foram até tomadas posições pelo PS defendendo a contagem desses anos para efeitos de progressão na carreira, quando os deputados socialistas aprovaram na Assembleia da República um projeto de resolução nesse sentido. E o Governo já tinha adotado um sistema de progressão para as carreiras gerais da função pública em que se admitiu precisamente o princípio da progressão em função do tempo e da avaliação. Não vejo razão para se ter prometido tudo isto e depois não se querer fazer nada em relação aos docentes.

Mas não é sensível à argumentação do Governo quando diz que não há dinheiro para ter em conta todos os sete anos congelados e fazer as respetivas atualizações de carreira e salariais?
Se o Governo diz que não tem dinheiro, então devia ter pensado nisto antes de criar as expectativas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)