Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Investidores propõem descida do IRS para contratos de arrendamento a 5 anos

Associação dos promotores imobiliários entende que dar apoios a 10 ou 20 anos não terá efeito pretendido

Ana Baptista

Ana Baptista

texto

Jornalista

Tiago Miranda

Tiago Miranda

fotos

Fotojornalista

Tiago Miranda

Os investidores ficaram preocupados e até assustados com as novas políticas que o Governo está a criar para o mercado de arrendamento e uma das medidas com que menos concordam — apesar de ser um incentivo fiscal — é a que permite a descida do IRS de 28% para 14% ou 10% se os contratos forem, respetivamente, superiores a 10 ou a 20 anos.

Para este sector, a melhor solução seria que este apoio fosse dado por um período inferior, mais precisamente cinco anos. “Só assim essa seria uma medida de incentivo efetivo e real, já que este é o prazo em que normalmente são celebrados os contratos de arrendamento habitacional em Portugal. Não 10 anos e nunca 20 anos”, diz o vice-presidente da Associação Portuguesa de Promotores e Investidores Imobiliários (APPII), Hugo Santos Ferreira, numa nota enviada ao Expresso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)