Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Alésia, a vitória da guerra romana de cerco

d.r.

Combatendo na proporção de um contra cinco, esgotadas por dez anos de guerra e com problemas de abastecimento, as legiões de César venceram dois exércitos gauleses e conquistaram Alésia. Qual o seu segredo?

Quando em 52 a.C. César cercou Vercingetorix em Alésia tinha tudo contra si: o terreno, a falta de abastecimentos e a desproporção das forças em presença que era de um para cinco. Contudo, provou-se que em combate não é o valor individual nem o número total de soldados que contam mas a superioridade momentânea que em cada choque se consiga criar. Igualmente decisivos a disciplina, a tática e o armamento. Em todos estes pontos os romanos foram melhores e, por isso, contra o que pareciam ser as probabilidades, ganharam.

Foi esta a síntese da sexta e penúltima sessão do curso livre de História Militar Grandes Cercos do Mundo Antigo, dedicada a Alésia. Esta iniciativa do Centro de História da Universidade de Lisboa decorre todas as quartas-feiras até 2 de Maio (exceção feita ao feriado do 25 de Abril) na Faculdade de Letras. O orador foi José Varandas, docente e investigador do referido Centro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)