Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A economia mundial segundo o FMI em 5 gráficos

Foto Hannibal Hanschke / REUTERS

O Fundo Monetário Internacional está mais otimista em relação ao futuro do Produto Interno Bruto global, mas há vários riscos no horizonte. Na Europa, uma das dúvidas é saber como o Banco Central Europeu vai desfazer a sua política

Há imagens que valem mais do que mil palavras. Neste caso, são cinco gráficos que, sozinhos, ajudam a traçar o retrato à economia mundial, retirados do World Economic Outlook (WE0) de primavera que o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou esta terça-feira em Washington, nos EUA. O sentimento geral é de otimismo, mas há riscos pela frente. O PIB global deverá crescer quase 4% este ano e no próximo. É o ritmo mais elevado desde 2011 que colocou de lado o perigo da economia ‘estagnar’ perto de 3%, como se chegou a temer no final de 2016. Portugal também teve direito a uma revisão em alta do crescimento deste ano, para 2,4%.

Nestes números, o FMI não incorpora ainda efeitos das recentes nuvens cinzentas de ameaça de uma guerra comercial, sobretudo entre as duas maiores economias do mundo, os Estados Unidos e a China, e de poderem ocorrer focos de escalada geopolítica no Médio Oriente e na Ásia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)