Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Na SIC Mulher, conseguimos uma certa quadratura do círculo”

À conversa com o Expresso, o diretor dos canais temáticos da SIC faz o balanço dos 15 anos da SIC Mulher e aponta o caminho para o futuro. A grelha da estação terá mudanças e há novos programas prestes a estrear

Pedro Boucherie Mendes, diretor dos canais temáticos da SIC

Pedro Boucherie Mendes, diretor dos canais temáticos da SIC

Nuno Botelho

O que é que mudou em 15 anos de SIC Mulher?
Muita coisa. O canal tornou-se menos restritivo, menos de nicho, e abriu-se a muito mais público, incluindo muitos homens. Este é um canal importante na vida dos portugueses pelos programas que revelou, pelas caras e personalidades que tornou conhecidas e talvez até pelos comportamentos que ajudou a mudar. Dando um exemplo, o sucesso de “MasterChef Australia”, que emitimos há vários anos, também influiu na maior exigência dos portugueses aos seus restaurantes, e provavelmente motivou mais homens e mais mulheres a serem mais criativos na cozinha.

Continua a fazer sentido ter um canal virado para o público feminino?
O que faz sempre sentido é perceber que somos vistos e gostados por espectadoras e espectadores. O posicionamento de partida ajuda todos – dos anunciantes aos operadores, passando pelo público – a arrumarem as coisas na sua cabeça, mas a realidade pode ser outra. Na SIC Mulher conseguimos uma certa quadratura do círculo, mas tendemos como é evidente a pensar primeiro na espectadora que não se satisfaz com o produto novela que abunda nas generalistas. No ano passado tivemos o melhor ano de sempre em audiências, pelo que sim, acho que o canal se justifica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)