Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Há cem anos, a implosão do Corpo Expedicionário Português

Prisioneiros portugueses levados pelos alemães

getty

No dia 9 de abril de 1918, no quadro da segunda das seis ofensivas da primavera levadas a cabo pelo alto-comando alemão, as posições portuguesas na Flandres foram atacadas em La Lys, perto de Lille, França, e tomadas numa questão de horas. Crónica de um desastre anunciado

É um dos maiores desastres militares portugueses, demonstrativo da má opção que representou enviar tropas para uma guerra de novo tipo para a qual tinham sido preparadas à última hora. Mas, apesar das culpas dos responsáveis políticos e militares portugueses, o fator sorte, desde as condições climatéricas ao calendário de rotação de tropas na frente, jogou contra o Corpo Expedicionário Português (CEP).

Verdade seja dita, nem a guerra se decidiu em La Lys, nem outras tropas aliadas se portaram muito melhor que as lusas perante as novas táticas de infantaria alemãs aplicadas nas ofensivas da primavera de 1918 e possibilitadas pela superioridade de meios resultante da paz separada da Rússia revolucionária com a Alemanha após a Revolução de Outubro de 1917.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)