Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Fogos: MAI diz estar “a fazer mais do que nunca”, PSD ironiza sobre “paraíso do Governo”

Rui Duarte Silva

No Parlamento, os deputados e o Governo debateram o relatório da Comissão Técnica Independente sobre os fogos que mataram 49 pessoas em outubro. Mas não chegaram às mesmas conclusões. Do lado do Governo e do PS, elogiou-se a mobilização para a prevenção e acusou-se a direita de usar os fogos como arma de arremesso; na oposição, criticou-se a ação do Governo em toda a linha, exigiu-se novo pedido de desculpas e acusou-se o Executivo de agir com “soberba”

De um lado, a realidade é esta: depois dos fogos do ano passado, tiraram-se as devidas ilações, começaram a ser tomadas medidas e deu-se uma mobilização sem precedentes para a prevenção, classificada como “uma grande vitória para a sociedade portuguesa”. Vista pela oposição, a realidade é absolutamente oposta: os relatórios mostraram “falhas clamorosas”, o Governo falhou e continua a falhar em toda a linha, e para mais “aproveitou o luto” do país para esconder os seus erros.

Foi assim que se debateu, esta quarta-feira, no Parlamento, o relatório da Comissão Técnica Independente sobre os fogos que mataram 49 pessoas em outubro do ano passado. O documento era só um, mas as interpretações foram diversas. A começar pela do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que abriu o debate falando da “prioridade dada à prevenção, que nunca tinha assumido esta dimensão”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)