Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Quem mandou matar Marielle conhece bem as entranhas do poder”

A vereadora Marielle Franco, militante do PSOL, foi assassinada no Rio de Janeiro a 14 de março

epa

A situação de falência vivida no estado do Rio de Janeiro lembra o “lado económico das de Angola e Venezuela. Só que no Rio também houve colapso da autoridade política do governo estadual”, diz Octavio Amorim Neto, professor de Ciência Política da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas em entrevista ao Expresso

Em entrevista ao Expresso, o politólogo Octavio Amorim Neto diz que “foi o colapso político e económico que conduziu à intervenção federal” no estado do Rio de Janeiro, que tem mais de 16 milhões de habitantes: “As Forças Armadas não queriam participar na intervenção”

Quais as consequências imediatas do assassínio da vereadora Marielle Franco para a segurança do estado do Rio de Janeiro?
No curto prazo enfraquece e desmoraliza a intervenção federal, e favorece os candidatos [à governação] que defendem uma [maior] repressão das populações faveladas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)