Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

800 médicos com a especialização em risco

O melhor prognóstico para este ano indica que 800 jovens médicos não vão ter lugar no Serviço Nacional de Saúde para iniciarem a especialização

Paulo Vaz Henriques

Acesso a vagas no Serviço Nacional de Saúde para as várias especialidades médicas pode deixar de fora oito centenas de jovens clínicos já este ano. Internos avisam que a medicina indiferenciada vai tratar pior os portugueses

Portugal está a dar os primeiros passos para recuar ao tempo em que muitos médicos eram clínicos gerais, não tendo nenhuma especialidade. O aviso é feito pelo movimento Médicos Indiferenciados, Não, constituído contra a possibilidade de a profissão “voltar aos anos 60, em total contra-ciclo com a evolução da medicina no resto do mundo desenvolvido”, afirma o responsável Afonso Moreira.

O melhor prognóstico para este ano indica que 800 jovens médicos não vão ter lugar no Serviço Nacional de Saúde (SNS) para iniciarem a especialização. Dentro de três anos, serão ainda mais.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)