Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Família de estudante português desaparecido há 4 meses no Báltico faz queixa às Nações Unidas

Diogo Penalva tinha 21 anos e estava a fazer Erasmus em Tallin, capital da Estónia. Na madrugada de 13 de novembro desapareceu no Báltico quando fazia a travessia de Helsínquia para Estocolmo. Quatro meses depois, a família entregou uma queixa com 41 perguntas à IMO, organização das Nações Unidas responsável pela segurança marítima, porque não consegue obter informações junto da polícia finlandesa. O Expresso divulga a queixa e falou com Francisco Pires, o último amigo português a estar com Diogo

d.r.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)