Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Reunião do BCE desta quinta-feira devia ser importante. Mas já não é. Por 4 razões

epa

A reunião de 8 de março do Banco Central Europeu era tida como muito importante. O banco começaria a sinalizar, finalmente, aos mercados o fim do programa de estímulos. Mas a inflação em queda, os tweets de Trump e o terramoto político em Itália trocaram as voltas aos ‘falcões’ em Frankfurt que queriam colocar um ponto final à prudência do presidente da instituição, Mario Draghi

Ainda em meados de fevereiro, os analistas financeiros apontavam para uma primeira mudança importante na estratégia do Banco Central Europeu (BCE) na importante reunião de 8 de março.

Seria um marco no icónico Dia Internacional da Mulher, ainda que nos 25 líderes que decidem a política monetária da zona euro apenas duas mulheres têm assento, uma alemã, no conselho executivo, e uma cipriota, que está à frente do banco central da ilha mediterrânica. Eventualmente, amanhã, em Frankfurt, junta-se-lhes a vice-governadora do Banco central da Letónia, que substitui, por ora, o governador, que está a pernas com a Justiça local, acusado de ter sido corrompido por pelo menos 100 mil euros.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)