Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Nova Zelândia é o 6.º país onde os jovens portugueses podem passar um ano a trabalhar ou estudar

getty

É preciso ter entre 18 e 30 anos e as despesas de viagem e estada são da responsabilidade dos candidatos. Acordo com o governo neozelandês foi assinado esta terça-feira pelo secretário de Estado das Comunidades. Candidaturas para um ano na Austrália terminam hoje

Nova Zelândia, Austrália, Chile, Argentina, Japão e Coreia do Sul são os seis países para onde os jovens portugueses com idades entre os 18 e os 30 anos podem ir trabalhar ou estudar durante um ano com mais facilidade. É com estes seis países que o governo português já assinou memorandos de entendimento no programa “Work on Holidays”, com o intuito de, reciprocamente, conceder vistos a jovens para ‘intercâmbios’ entre Portugal e os diferentes países.

Foi esta terça-feira que o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, assinou em Auckland o acordo com a Nova Zelândia. E assim, ainda antes do final de junho deste ano, 50 jovens portugueses poderão aceder a vistos com a duração de um ano para aquele país para estudar ou trabalhar. “Este acordo é de grande importância porque irá permitir que os nossos jovens expandam os seus horizontes e adquiram experiência valiosa num mundo crescentemente global”, resumiu José Luís Carneiro, que está numa visita à Austrália e Nova Zelândia que se prolonga até 12 de março.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)