Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Poluição no Tejo: “Não nos vendemos por patrocínios”

Luís Miguel Pereira na varanda da Câmara Municipal. Ao fundo vê-se a Celtejo, a fábrica de pasta de papel suspeita de poluir o rio Tejo

nuno botelho

Presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, Luís Miguel Pereira, rejeita atribuir culpas à Celtejo pelo recente foco de poluição que deixou o rio Tejo coberto por um manto de espuma. O autarca garante não se “vender por patrocínios”, já que a empresa é o sustento económico do concelho e patrocinadora de várias entidades municipais. E deixa uma nota: “Se a Celtejo fechasse seria um cenário aterrador para Vila Velha de Ródão”

Carla Tomás

Carla Tomás

texto

Jornalista

Nuno Botelho

Nuno Botelho

fotos

Fotojornalista

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)