Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Um Fórum Económico Mundial sob o signo do otimismo

Donald veio vender a América como o local certo no momento ideal para se investir graças ao seu choque fiscal e à desregulação em curso

reuters

O FMI foi à estância suíça anunciar que a economia mundial está excelente. Trump vendeu a América como local de investimento e até António Costa surfou a onda e trouxe para Lisboa o galardão de “exemplo excelente” para o país

O otimismo invadiu o Fórum Económico Mundial (World Economic Forum, WEF) deste ano. O tom foi dado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), de Christine Lagarde, logo antes das primeiras sessões se iniciarem esta semana em Davos e depois foi magistralmente aproveitado por Donald Trump na sua primeira visita a este encontro anual nos alpes suíços. E até o primeiro-ministro português António Costa surfou a onda.

Madame Lagarde, a diretora-geral do Fundo, disse que o “otimismo tem de ser celebrado” com a economia mundial a ganhar velocidade aproximando-se de um crescimento de 4% ao ano até 2020.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)