Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Listas com eurodeputados de vários países? É preciso que Portugal deixe

Foto Luís Barra

A questão é controversa. Eurodeputados do PSD e PCP são contra. PS também, mas deixa aberta a questão

O Presidente francês, Emmanuel Macron, é uma das vozes fortes a favor da existência de listas transnacionais em futuras eleições europeias. Caso esse cenário avançasse, às listas nacionais juntar-se-iam listas partidárias com eurodeputados de vários países.

A proposta não é de agora, mas tem vindo a ganhar espaço no debate político e a somar controvérsia em vários países. Portugal não é exceção. O eurodeputado do PSD Paulo Rangel diz se trata de "engenharia Europeia que é má para a ideia de Europa", garantido que o PSD - tal como o Partido Popular Europeu - está contra.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)