Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Um corpo, um monstro frio ou uma máquina”? O Estado por dentro

Marcos Borga

Apresentado esta semana, “O Estado por Dentro - Uma Etnografia do Poder e da Administração Pública em Portugal”, o mais recente estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, revela como as instituições públicas são feitas de gente e de dinâmicas complexas, impossíveis de generalizar

Objetos pessoais deixados num cacifo e assinado o devido termo de responsabilidade – as regras de segurança do Parlamento a isso obrigam - o trabalho de campo dos investigadores na Assembleia da República começou com um caderno de notas à mão e várias perguntas em mente. No fundo, as questões necessárias para dar corpo a “O Estado por Dentro - Uma Etnografia do Poder e da Administração Pública em Portugal”, estudo encomendado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e apresentado esta semana.

A pesquisa, coordenada pelo antropólogo Daniel Seabra Lopes, foi um mergulho nos “bastidores” e baseou-se numa longa experiência de observação - meses, a partir do lado de dentro de algumas instituições públicas - para que se percebesse se faz sentido a “metáfora do Estado como um corpo, um monstro frio ou uma máquina”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)