Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mais de dois terços dos portugueses que jogam online preferem apostas ilegais

reuters

Novo regime jurídico não travou procura de plataformas online não licenciadas em Portugal e o Estado perde €25 milhões em impostos

Cerca de dois anos depois da entrada em vigor da nova legislação, os jogos e apostas em sites ilegais continuam a ser os preferidos para 68% dos portugueses enquanto o Estado perde com isto, num ano, até cerca de €25 milhões em impostos.

Estes dados estão refletidos num estudo da Remote Gambling Associaton (RGA), efetuado pelo Eurogroup Consulting junto de jogadores online.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)