Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Receitas do aluguer de monumentos triplicaram com aprovação de novas regras

O jantar do Founders Summit na nave central do Panteão decorreu na última sexta-feira, António Costa diz que a utilização do espaço para este efeito foi “absolutamente indigna”

Governo de Costa já fez mais de 1 milhão de euros com aluguer de monumentos. Orçamento para 2018 prevê mais €550 mil. Nos dois últimos anos, o Estado arrecadou tanto como em todos os anos do Governo de Passos Coelho. Lei mudou em 2014, num regulamento assinado pelo então secretário de Estado da Cultura Jorge Barreto Xavier

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

A aprovação de regras para o aluguer de monumentos em 2014 fez disparar esta receita do Ministério da Cultura. Nos últimos seis anos, o Governo arrecadou €2,140 milhões, ¾ dos quais após a criação do regulamento de utilização de monumentos.

Isto significa, por exemplo, que o Governo de António Costa já arrecadou €1,050 milhões com o aluguer de monumentos. É o que revela a consulta dos orçamentos do Estado ao longo dos últimos dois anos. Para 2018, o Orçamento prevê uma receita de €550 mil.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)