Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mínimo dos juros abre portas a novas ‘poupanças’ no Orçamento

marcos borga

Dia histórico: Portugal pagou o juro mais baixo de sempre a 10 anos num leilão de dívida. A manter-se a tendência, a despesa com juros pode ficar abaixo do previsto. Adriana Alvarado, da agência DBRS, diz que será benéfico para a dinâmica da dívida

O mínimo histórico nos juros a 10 anos no leilão de dívida realizado esta quarta-feira pode reduzir ainda mais o custo final com juros em 2017 e ajudar as contas do próximo ano. O Orçamento do Estado para 2018 já conta com uma poupança em juros mas, a manter-se a tendência, o impacto poderá ser ainda maior.

O que poderá contribuir, igualmente, para acelerar a descida da dívida pública. “Portugal continua a beneficiar de baixas taxas de juros nos títulos públicos. Se sustentado, isso deverá levar a menores custos gerais em juros e será benéfico para a dinâmica da dívida pública”, refere ao Expresso Adriana Alvarado, vice-presidente da agência de rating DBRS para a área global de ratings de dívida soberana, incluindo a notação portuguesa.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)