Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A manhã começou com céu azul mas estava nublado

O dia na Catalunha (e fora dela mas no que tem que ver com ela) resume-se em 22 palavras que terminam com uma interrogação: os líderes do governo catalão foram acusados esta segunda-feira de rebelião e Puigdemont está na Bélgica – será que em busca de asilo? Mas o que estas 22 palavras não contam é a história de uma fotografia metafórica

Pedro Cordeiro

Pedro Cordeiro

Editor da Secção Internacional

Instagram

A manhã começou com céu azul para Carles Puigdemont, mas havia nuvens no horizonte do destituído presidente do governo regional da Catalunha. Ou não. Expliquemo-nos: não havia nuvens reais, como as da foto que publicou no Instagram, fingindo estar no seu gabinete do Palácio da Generalitat (sede da autonomia).

O céu em Barcelona estava 100% azul, a foto era de outro dia: Puigdemont nem pôs os pés no escritório. Havia, sim, nuvens metafóricas, na forma de acusações de sedição, rebelião e peculato apresentadas pela procuradoria-geral espanhola. E o molt honorable deposto rumou à Bélgica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Puigdemont está na Bélgica. Em busca de asilo?

    Informação foi adiantada por fontes do Governo espanhol, adiantando a imprensa que mais elementos do governo catalão destituído estão no país. Não há indicação que que possa ter sido feito um pedido de asilo, hipótese que o Governo belga considera poder dar origem a “situação diplomática delicada com Espanha