Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Descoberta dos mecanismos moleculares que controlam o relógio biológico vale Nobel da Medicina

Jeffrey Hall (72 anos), Michael Rosbash (73) e Michael Young (68), os cientistas americanos premiados pela Academia Sueca com o Nobel da Medicina de 2017

CHINESE UNIVERSITY OF HONG KONG /EPA

Três cientistas americanos conseguiram explicar como todos os seres vivos sincronizam diariamente o seu ciclo biológico com a rotação da Terra

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

Já se sabia há muitos anos que todos os organismos vivos, incluindo os seres humanos, têm um relógio biológico interno que os ajuda a antecipar e a adaptar ao ritmo regular do dia, isto é, ao movimento de rotação da Terra. Mas ninguém sabia de que maneira este relógio realmente funciona para que as plantas, animais e humanos sincronizem o seu ciclo vital com o planeta, até às descobertas de três cientistas americanos.

São eles Jeffrey Hall (Universidade do Maine), Michael Rosbash (Universidade Brandeis, Boston) e Michael Young (Universidade Rockefeller, Nova Iorque), e acabam de ganhar o Prémio Nobel da Medicina 2017 “pelas suas descobertas dos mecanismos moleculares que controlam o ritmo circadiano”, revela hoje, segunda feira, um comunicado do Instituto Karolinska (Suécia)

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)