Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Absolvido num, acusado noutro: Tony Carreira e os seus dois processos

tiago miranda

De um conflito já com dez anos nasceu um grande embaraço para o mais popular dos artistas portugueses

Luís M. Faria

Jornalista

De todos os aspetos do caso que agora envolve o nome de Tony Carreira, talvez o menos intrigante seja saber se algumas das suas canções têm de facto origem em canções de outros autores. Um perito independente disse que sim em relação a 11 delas. Com base nesse parecer, o Ministério Público acusou. Acima de tudo, o próprio artista parece reconhecer as afinidades. Na recente entrevista à TVI, admitiu haver “canções que são parecidas com as originais”. “Não nego”, disse. Admitiu que tinha errado e atribuiu o erro à “inexperiência musical”, que o teria feito ficar “muito colado ao original”.

Numa declaração que enviou na quarta-feira ao Expresso, o artista reitera implicitamente esses pontos. A certa altura, diz: “Com conhecimento, nunca roubei nenhuma música a ninguém e nunca fiz plágio”. E acrescenta: “quando surgiram dúvidas, há 10 anos, falámos com quem tínhamos de falar, pagámos o que havia a pagar e ficou tudo resolvido.” Cita os nomes de dois músicos - Rudy Perez e Didier Barbelivien - que poderão confirmar as suas afirmações e diz: “Há muita informação a circular que não é verdadeira.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)