Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Do PS ao CDS, todos querem mais documentos do ministro da Defesa sobre Tancos

O ministro da Defesa em Figo Maduro, na semana passada Foto Rodrigo Antunes/Lusa

RODRIGO ANTUNES/ lusa

Deputados da comissão parlamentar de Defesa não ficaram satisfeitos com a resposta que lhes deu Azeredo Lopes. “Nós perguntámos alhos e o Governo respondeu com ‘bugalhos’”, reclama o presidente da comissão. PS acompanha o consenso

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

A Comissão de Defesa Nacional decidiu por unanimidade reiterar ao Ministério da Defesa o seu pedido de informação sobre as averiguações do Exército em relação ao furto de Tancos. O pedido, que está a ser preparado e será enviado esta quinta-feira, é secundado por todos grupos parlamentares, que consideram que a “informação” que o Ministério da Defesa enviou em resposta ao seu pedido de esclarecimento inicial é “insuficiente” e “insatisfatório”.

Segundo o presidente da Comissão de Defesa, o social-democrata Marco António Costa, disse ao Expresso, a informação que chegou ao Parlamento está “ao lado” do que foi solicitado: “Perguntámos alhos, o ministro respondeu bugalhos”. Até porque, detalha o social-democrata, a questão dos cinco comandantes “exonerados temporariamente” e foram “renomeados” 15 dias depois, ficou por esclarecer, sem que houvesse respostas sobre “o apuramento de responsabilidades de natureza disciplinar”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)