Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Estamos aqui para formar animais de combate”: oito meses dentro dos Comandos

Tiago Miranda

Aprendem a sobreviver e a matar silenciosamente, a superar os limites da força humana e da dor, mas também a lidar com as situações mais violentas e incontroláveis. Um ano depois da morte de dois militares na “prova zero” dos Comandos, o Expresso mostra-lhe um olhar inédito e exclusivo do curso 127. São oito meses de reportagem, desde o primeiro dia de recruta até à boina vermelha. Esta é a história impressionante e nunca contada sobre o curso dos Comandos

Naquela noite ele não conseguiu dormir.

Primeiro acordou sobressaltado com o som dos tiros. Depois gritos. Sirenes ensurdecedoras. Granadas. O terror estava espalhado bem próximo da caserna. Estava num local que lhe era estranho, numa cama onde nunca tinha dormido. Na verdade, era a primeira vez que estava longe de casa, da família, dos amigos. Ficou aterrorizado, não percebia muito bem o que se estava ali a passar. Mas aqueles homens que no meio do caos saíam à pressa da caserna naquela noite fria e chuvosa do início de abril seriam uma visão do seu próprio futuro.

“Eu sabia que um dia iria passar pelo mesmo que eles estavam ali a passar. Ao ver uma coisa assim perdi o sono.”

Meteram os homens dentro de uma viatura do exército e partiram, ele não sabia para onde. Sabe apenas que passados três dias estava novamente na caserna quando aqueles homens voltaram. Viu-os passar mas garante que não vinham homens, vinham “metades”. Quase não andavam. Os rostos destruídos pelo cansaço, sem expressão.

“Aquilo fez-me pensar muito. Metia receio pelo que viria aí no meu futuro.”, afirma Daniel.

Cinco meses depois, também ele e mais 66 iriam partir para o mesmo destino incerto. Mas dois deles nunca iriam regressar.

Para continuar a ver a reportagem multimédia, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)