Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Coreias. “Os mais fortes e mais espertos devem mostrar contenção”

Coreia do Sul simula ataque com mísseis balísticos a instalações nucleares do Norte. Simulacro surge em resposta ao mais recente teste de mísseis de Pyongyang, que envolveu uma bomba de hidrogénio. Seul acredita que o Norte se prepara para realizar mais testes de mísseis balísticos intercontinentais, numa altura em que surgem apelos à guerra e o discurso bélico cresce de tom dos dois lados do Oceano Pacífico

Pedro Cordeiro

Pedro Cordeiro

Editor da Secção Internacional

As forças armadas da Coreia do Sul realizaram esta madrugada um exercício com mísseis balísticos simulando um ataque a uma instalação nuclear norte-coreana. É a resposta de Seul ao mais recente teste nuclear de Pyongyang, o sexto da sua História, que envolveu uma bomba de hidrogénio cinco vezes mais poderosa do que a bomba atómica largada sobre Nagasáqui pelos Estados Unidos, em 1945, e que pôs fim à II Guerra Mundial.

O simulacro sul-coreano envolveu mísseis balísticos reais terra-ar e ar-ar e aconteceu horas depois de os Estados Unidos terem avisado a Coreia do Norte de que qualquer ameaça aos norte-americanos ou aos seus aliados terá forte “resposta militar”, nas palavras do secretário da Defesa, James Mattis. Segundo a Coreia do Norte, a bomba de hidrogénio testada este fim de semana, com “êxito total”, pode ser integrada num míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla inglesa).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Coreia do Sul simula ataque com mísseis balísticos a instalações nucleares do Norte

    Simulacro surge em resposta ao mais recente teste de mísseis de Pyongyang, que envolveu uma bomba de hidrogénio cinco vezes mais poderosa que a bomba atómica que os EUA largaram sobre Nagasaki há 72 anos. Esta manhã, Seul avisou que há indicadores de que o Norte está a preparar-se para conduzir mais testes de mísseis balístiscos intercontinentais, numa altura em que se amontoam as suspeitas de que já consegue armá-los com ogivas nucleares em miniatura

  • Ameaça ou encenação: a Coreia do Norte pode mesmo começar uma guerra nuclear?

    Um dos maiores receios no que respeita à segurança internacional vem de um país de que muito se fala mas acerca do qual pouco se sabe. Quando é que surgiu a Coreia do Norte e como é se que se tornou um dos países mais misteriosos do mundo? E será mesmo uma ameaça real à segurança mundial ou tudo não passará de uma encenação destinada a manter vivo um regime autoritário e opressivo? Numa fase em que a Coreia do Norte volta a preocupar o mundo, recuperamos um 2:59 publicado originalmente em junho - e que é fundamental para percebermos o contexto do que está a acontecer agora

  • As bolsas fecharam esta segunda-feira no vermelho na Ásia e abriram também em terreno negativo na Europa. Teste de Bomba H por Pyongyang no domingo marca abertura dos mercados. Preço do ouro em máximo de 12 meses. Praça de Lisboa segue tendência europeia