Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

PSD pede ao Governo que altere candidatura a fundo da UE para pagar prejuízos dos incêndios

Rui Duarte Silva

Governo candidatou-se ao Fundo de Solidariedade da União Europeia apresentando os prejuízos da tragédia de Pedrógão Grande em junho. PSD questiona o Ministério do Planeamento sobre qual o apoio que será dado aos concelhos afetados por outros incêndios este ano

O PSD sugere ao Governo que acrescente à candidatura ao Fundo de Solidariedade da União Europeia os prejuízos causados pelos incêndios nos restantes concelhos da região Centro e não apenas nos sete municípios afetados na tragédia de Pedrógão Grande. Numa pergunta dirigida ao Ministério do Planeamento, os deputados têm dúvidas que o montante já apresentado à UE seja suficiente para a candidatura ser aprovada e o fundo ser ativado.

Procurando apoio financeiro para as zonas afetadas pelo fogo, o Governo enviou, em meados de julho, uma candidatura ao Fundo de Solidariedade da UE — criado em 2002 depois das cheias na Europa Central para dar resposta a desastres naturais nos Estados-membros. Nesse pedido, que está ainda a ser analisado na Comissão Europeia, Portugal apresentou os prejuízos do balanço feito oficialmente aos incêndios entre 17 e 21 de junho.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS eandroid - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)