Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Galaxy Note 8: depois da tempestade, tempo para a bonança?

reuters

Com o Galaxy Note 8, a Samsung passa, pela primeira vez, a barreira de preço inicial dos 1000 euros e integra o maior ecrã alguma vez produzido por este fabricante para um smartphone. Mas será este terminal capaz de apagar totalmente o pesadelo vivido com o Note 7, o telefone que teve de ser retirado do mercado por defeitos graves de fabrico?

Pedro Miguel Oliveira

Pedro Miguel Oliveira

em Nova Iorque

Jornalista

A resposta à pergunta da entrada deste artigo é sim, mas o passado aconselha alguma cautela nestas afirmações absolutas. Vamos ver o novo smartphone da Samsung mais em pormenor, começando por dizer-lhe que já está disponível para reserva em Portugal e que chega ao mercado a 15 de setembro, com um preço que começa nos 1019,90 euros.

Em agosto do ano passado, a Samsung mostrava ao mundo aquele que era, seguramente, o telefone mais arrojado alguma vez saído da mente dos engenheiros da empresa coreana. O Galaxy Note 7 chegava antes do iPhone 7 e tinha tudo para conseguir manter a Samsung como número 1 mundial nos smartphones – incluindo nos EUA, onde a Apple tinha perdido a liderança.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)