Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Candidato do PS em Benavente acusa autarquia CDU de “perseguição política”

rui duarte silva

Candidato do PS, Pedro Simões Pereira, que é também funcionário de câmara liderada por autarca comunista, foi alvo de processo disciplinar, e acusa o presidente da Câmara de “perseguição política”. Autarca da CDU diz que acusação “é falsa” e que o histórico de outros funcionários da câmara que já foram candidatos “prova que não há perseguição política”, mas sim “um procedimento disciplinar” ao qual é alheio

O candidato do PS à Câmara Municipal de Benavente, Pedro Simões Pereira, acusou esta semana o presidente da autarquia, Carlos Pinto Coutinho, da CDU, de estar a mover-lhe “uma perseguição política” através dos serviços da Câmara, onde é funcionário há cerca de 20 anos.

Na base da acusação está um processo disciplinar que, diz, foi instaurado “sem que tivesse sido ouvido” e com pressupostos que “são mentira”. “Só fui ouvido esta quarta-feira nesse processo disciplinar e as mentiras que lá foram ditas provam que isto não é um processo disciplinar mas sim político”, diz Pedro Simões Pereira ao Expresso. Por isso, explica, já deu instruções ao seu advogado para avançar com um processo crime por denúncia caluniosa contra o chefe de divisão que deu origem ao processo e outro processo contra o presidente da Câmara por “perseguição política”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)