Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mais 102 mil empregos em três meses, mas perto de metade são contratos a prazo

O sector do alojamento, restauração e similares registou o aumento de emprego mais expressivo no segundo trimestre

Foto Lucília Monteiro

Do primeiro para o segundo trimestre deste ano, a população empregada em Portugal aumentou em 102.300 pessoas. Mas 46% deste incremento passou por contratos a termo

O aumento do emprego é sempre uma boa notícia. E a boa notícia desta quarta-feira é o incremento do emprego em Portugal em 102.300 pessoas no período de três meses, do primeiro para o segundo trimestre deste ano, segundo os números divulgados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Uma evolução que levou a população empregada a atingir 4.760.400 pessoas entre abril e junho, o valor mais elevado dos últimos seis anos, ou seja desde o segundo trimestre de 2011 (quando era de 4.799.400 pessoas).

Mas, se este é o lado meio cheio do copo, o lado meio vazio passa pelo tipo de emprego criado. Os números do INE indicam que os trabalhadores por conta de outrém com contratos com termo aumentaram em 46.500 pessoas no segundo trimestre em relação aos primeiros três meses do ano. Ou seja, os contratos a prazo representaram 45,5% do aumento do emprego em termos líquidos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)