Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Canções de solidão ao serviço da multidão

Regressaram este ano com “Truth is a Beautiful Thing”, o segundo álbum, e vão trazê-lo, sexta-feira, ao festival Super Bock Super Rock (é às 22h20, na MEO Arena). Falámos com Hannah Reid, vocalista do trio britânico, sobre as novas canções e o medo que continua a ter do palco

Conheceram-se na universidade, em Nottingham, no final da década passada, e decidiram criar uma banda. Os London Grammar nasceram para o mundo em dezembro de 2012, mês em que tornaram pública a primeira canção, ‘Hey Now’, um dos temas incluído poucos meses depois no EP de estreia, “Metal & Dust”.

O trio foi começando a ganhar força nas plataformas digitais e quando, no final do verão de 2013, editou o primeiro álbum, “If You Wait”, o burburinho já era grande. ‘Wasting My Young Years’, ‘Strong’ e ‘Help Me Lose My Mind’ (que gravaram em colaboração com os também novatos Disclosure) ajudaram a atirar Hannah Reid, Dominic ‘Dot’ Major e Dan Rothman para os grandes palcos mundiais e para as tabelas de vendas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido

  • Os desejados

    Donos de um percurso de respeito cujo início remonta à primeira metade dos anos 80, os californianos Red Hot Chili Peppers – que nunca deixaram de habitar a cúpula do rock – são o nome maior da primeira noite do Super Bock Super Rock, que arranca esta quinta-feira no Parque das Nações, em Lisboa. Sobem ao palco da MEO Arena já depois da meia-noite - e se for tão bom como na última vez, é melhor ir lá

  • Red Hot Chili Peppers hoje em Lisboa. O regresso dos “desejados”

    Donos de um percurso de respeito cujo início remonta à primeira metade dos anos 80, os californianos – que nunca deixaram de habitar a cúpula do rock – continuam a mostrar que estão aí para as curvas. À primeira noite do Super Bock Super Rock, onze anos depois da última vinda a Portugal, trarão êxitos planetários como "Give It Away" e "Scar Tissue" ou "Under the Bridge". Sobem ao palco da MEO Arena, hoje, às 24h