Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Caso Sócrates só termina em outubro. A culpa é das cartas rogatórias

nuno botelho

Há duas constatações neste momento nos corredores do DCIAP: a investigação ao ex-primeiro-ministro José Sócrates não vai estar pronta no verão. E não vai haver férias para alguns dos elementos que estão com o caso. Culpa? As cartas rogatórias

Quando se aproxima a data em que se completarão quatro anos desde que, a 23 de julho de 2013, foi formalmente aberto o inquérito-crime sobre suspeitas de corrupção do ex-primeiro-ministro José Sócrates — e depois de tudo o que se disse e escreveu sobre previsões, prazos e prolongamentos para a investigação do Ministério Público estar terminada — ainda é difícil antecipar quando é que isso poderá acontecer.

O que parece ser certo é que a Operação Marquês já não deverá terminar antes do fim de setembro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido

  • Conclusão da Operação Marquês novamente adiada

    Há duas constatações neste momento nos corredores do DCIAP: a investigação ao ex-primeiro-ministro José Sócrates não vai estar pronta no verão. E não vai haver férias para alguns dos elementos que estão com o caso

  • La Lalanda: A vida dele dá um filme

    Pertenceu a um partido de extrema-direita, foi patrão de José Sócrates e fez fortuna com a venda de plasma da Octapharma a hospitais de todo o mundo. Paulo Lalanda e Castro tinha uma vida de sonho: mulheres, casas de luxo, Ferraris e jantares nos restaurantes mais caros. É hoje arguido em três dos mais mediáticos casos de justiça em Portugal