Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Cinco perguntas a que Azeredo Lopes tem de responder para explicar ao país o furto em Tancos

Marcos Borga

Sabia ou não sabia? Pressionou ou não pressionou? Responsabilidades políticas, imagem externa e investigação. Eis algumas das questões com que os deputados deverão confrontar o ministro da Defesa esta sexta-feira no Parlamento, onde vai ser ouvido

Carlos Abreu

Jornalista

Quando esta sexta-feira Azeredo Lopes for ao Parlamento, pelas 16h, explicar aos deputados da comissão de Defesa o furto de material de guerra em Tancos, há pelo menos cinco questões com que o ministro poderá ser confrontado.

A audição requerida pelo PSD e pelo CDS-PP, e aprovada por consenso entre todas as bancadas na reunião da comissão, decorrerá à porta aberta, mantendo-se a possibilidade de fechar a reunião à comunicação social se surgir algum motivo que o justifique.

1. O ministro da Defesa já tinha sido alertado pelos serviços do seu Ministério ou pelo chefe do Estado-Maior do Exército para a falta de condições de segurança nos Paióis Nacionais de Tancos?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)